12/07/2023

Planejamento Financeiro Mensal para Iniciantes: Dicas e Passos Práticos

O planejamento financeiro mensal é um processo no qual detalhamos todos os nossos gastos e ganhos com o objetivo de gerenciar de forma clara e inteligente nosso dinheiro no decorrer do mês, alcançando nossos objetivos materiais e a tão sonhada estabilidade financeira.
 

Uma das principais razões pelas quais o planejamento financeiro é tão importante é que ele nos proporciona um maior controle sobre nossas finanças. Ao ter uma visão clara de nossos gastos e ganhos, somos capazes de tomar decisões mais informadas e conscientes sobre como utilizar nosso dinheiro de maneira mais eficiente.
 

À primeira vista, criar um planejamento financeiro mensal pode parecer algo complexo, porém, seguindo as etapas abaixo descritas, você verá que é o processo é bem mais simples do que você imagina! Confira:

Passo 1 - Identificando despesas fixas e variáveis

Um passo crucial na organização financeira é a identificação das despesas fixas e variáveis. As despesas fixas são aqueles pagamentos recorrentes que não mudam significativamente de mês para mês, como aluguel, mensalidade da faculdade, financiamentos, entre outros. 
 

Já as despesas variáveis são gastos que podem flutuar de acordo com o mês, como alimentação, transporte, entretenimento, entre outros. Ao conhecer essas despesas, é possível ter uma visão clara do quanto é gasto mensalmente e planejar de forma mais eficaz.
 

É importante ser detalhado e registrar todas as despesas, mesmo as pequenas. Anote tudo o que você gasta ao longo do mês, seja em dinheiro, cartão de débito ou crédito.

Passo 2 - Registrando as receitas

Depois de registrar suas despesas variáveis e fixas, é hora de listar as suas receitas.
 

Comece listando todas as fontes de renda que você possui. Isso inclui seu salário, renda de trabalho autônomo, rendimentos de investimentos ou qualquer outra entrada de dinheiro. 
 

Ao listar suas receitas, é fundamental considerar o valor líquido, ou seja, o valor após a dedução de impostos e outras contribuições obrigatórias. Dessa forma, você terá uma noção mais realista de quanto dinheiro realmente está disponível para o seu planejamento financeiro mensal.

Passo 3 - Elaborando um orçamento mensal

Nesta etapa, o objetivo é garantir que o total das receitas seja maior do que o total das despesas. Se houver um déficit, é necessário reavaliar os gastos e encontrar maneiras de reduzi-los ou aumentar as receitas.
 

Por exemplo, você pode optar por cozinhar mais em casa em vez de comer fora, utilizar transporte público em vez de usar o carro ou cancelar assinaturas que você não utiliza com frequência.
 

Além disso, é recomendável estabelecer limites para cada categoria de despesa. Defina quanto você planeja gastar em alimentação, moradia, transporte, entretenimento e outros itens essenciais. Ter limites claros ajudará a controlar seus gastos e evitar o consumo impulsivo.
 

Para estabelecer esses limites, você pode considerar a seguinte abordagem:
 

Despesas essenciais: Reserve uma porcentagem para suas despesas essenciais, como moradia, contas de serviços públicos, transporte e alimentação básica. Geralmente, essa categoria deve corresponder a cerca de 50% ou menos do total de suas receitas.
 

Despesas recreacionais: Destine uma porcentagem para despesas discricionárias, como entretenimento, restaurantes, hobbies e compras pessoais. Essa categoria normalmente deve variar entre 20% a 30% do total de suas receitas. No entanto, você pode ajustar essa porcentagem de acordo com suas prioridades e estilo de vida.
 

Poupança e investimentos: Reserve uma porcentagem para a poupança e investimentos. Essa categoria é fundamental para construir uma reserva financeira, planejar para aposentadoria, lidar com emergências e buscar crescimento financeiro a longo prazo. Recomenda-se destinar pelo menos 20% do total de suas receitas para essa finalidade.

Passo 4 - Acompanhando e ajustando o orçamento 
 

Acompanhar seu orçamento mensalmente é essencial para garantir que você esteja seguindo seu plano financeiro. Registre todas as despesas realizadas durante o mês e compare-as com o orçamento estabelecido. Isso ajudará a identificar desvios, áreas onde você está gastando mais do que o planejado e oportunidades de economia.
 

Ao identificar despesas excessivas, avalie-as cuidadosamente. Pergunte-se se esses gastos são realmente necessários ou se podem ser reduzidos. Esteja aberto a fazer ajustes em seu orçamento, seja cortando gastos supérfluos, renegociando contratos ou encontrando alternativas mais econômicas
 

Além disso, fique atento a eventuais mudanças em sua situação financeira. Se houver alterações em suas receitas ou despesas, faça os ajustes necessários em seu orçamento. Lembre-se de que um orçamento é uma ferramenta flexível e deve ser adaptado às suas circunstâncias em constante evolução.

Planner Financeiro Zaena: A ferramenta que você precisa para organizar suas finanças!

O Planner Financeiro Zaena é uma ferramenta completa e intuitiva, desenvolvida com o objetivo de ajudar as pessoas a tomarem o controle de suas finanças. Com uma abordagem abrangente, ele oferece recursos e funcionalidades que permitem um planejamento financeiro sólido e uma visão clara de sua situação econômica.
 

Uma das principais vantagens do nosso planner é a sua estrutura simplificada e amigável. Ele oferece seções específicas para registrar suas receitas, despesas fixas e variáveis, metas financeiras, poupanças e investimentos. Essa organização estruturada permite que você acompanhe facilmente todos os aspectos relevantes de suas finanças pessoais.
 

Além disso, o Planner Financeiro Zaena é um produto de alta qualidade, com um design atraente e intuitivo. Ele é durável, portátil e pode ser facilmente adaptado às suas necessidades pessoais. 
 

Portanto, se você está procurando uma ferramenta confiável e eficaz para organizar suas finanças, o Planner Financeiro Zaena é a escolha perfeita. Não perca mais tempo, comece a trilhar o caminho para uma vida financeira mais organizada e próspera com a gente!